China aprova fusão da Anshan Steel com a Panzhihua

O Anshan Steel Group recebeu aprovação do órgão regulador chinês para se unir à Panzhihua Steel, abrindo caminho para a formação da maior siderúrgica chinesa.

REUTERS

25 de maio de 2010 | 12h23

As ações das unidades listadas, Angang Steel e PZH Steel, tiveram seus negócios suspensos na segunda-feira, fomentando expectativas sobre o anúncio de uma aguardada fusão entre os dois grupos estatais.

Pequim vem promovendo ativamente a consolidação de seu fragmentado setor siderúrgico, com o objetivo de criar de três a cinco empresas maiores e mais competitivas, apesar de vários negócios terem estagnado devido à oposição dos governos locais.

A Comissão Administrativa e Supervisora de Ativos Estatais (SASAC) aprovou o negócio Anshan-Panzhihua, afirmaram as empresas em comunicado, confirmando o que uma fonte próxima à situação disse à Reuters na terça-feira.

O acordo prevê a criação de uma nova empresa estatal, a Angang New, que será controladora da Pangang e do Anshan Steel Group, afirmou o comunicado.

A China quer consolidar o setor de aço para aumentar seu poder de barganha na compra de minério de ferro e estimular a competitividade de custos.

Anshan Steel e Benxi Steel produziram 29,3 milhões de toneladas de aço bruto no ano passado, ficando com o quarto lugar do setor na China.

A Panzhihua Steel, com sede na província de Sichuan, sudoeste da China, produziu 8,2 milhões de toneladas de aço bruto em 2009.

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIACHINAFUSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.