China cortará produção obsoleta de mineradoras e siderúrgicas

Novas metas são uma revisão para cima das metas previamenteestabelecidas pelo Conselho de Estado, que pretende cortar 25 milhõesde toneladas da capacidade de produção de ferro neste ano

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

27 de maio de 2010 | 10h48

O Ministério da Indústria e Informação Tecnológica da China disse que pretende reduzir mais a capacidade de produção obsoleta de seis indústrias mineradoras e siderúrgicas do país.

O ministério afirmou, em comunicado, que planeja cortar 30 milhões de toneladas de capacidade obsoleta de ferro, 8,25 milhões de toneladas de aço, 339 mil de toneladas de alumínio, 1,44 milhão de toneladas de ferro-liga, 117 mil toneladas de cobre, 113 mil toneladas de zinco e 243 mil toneladas de chumbo.

As novas metas são uma revisão para cima das metas previamente estabelecidas pelo Conselho de Estado, que pretende cortar 25 milhões de toneladas da capacidade de produção de ferro neste ano, junto com 6 milhões de toneladas de aço e 300 mil toneladas de alumínio.

As novas metas revisam a campanha do governo chinês para consolidar o vasto setor de mineração e metais do país, para o qual a China já ordenou uma suspensão de 3 anos para nova capacidade.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaproduçãomineração

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.