China endurece normas para transferência de crédito

Tomadores de empréstimos precisam assinar contratos com os novos provedores de crédito depois de seus créditos terem sido transferidos

Renato Martins, da Agência Estado,

21 de dezembro de 2010 | 12h59

A Comissão Reguladora dos Bancos da China anunciou novas normas para transferências de crédito entre bancos, com o objetivo de coibir lucros ilegais obtidos com transferências de crédito e reduzir os riscos ao sistema financeiro.

Segundo comunicado da Comissão, os tomadores de empréstimos precisam assinar contratos com os novos provedores de crédito depois de seus créditos terem sido transferidos, e os bancos devem ajustar suas medições de seu próprio vigor financeiro, como taxas de adequação de capital, depois de transferências de crédito. Os bancos também não poderão usar recursos de suas unidades de wealth management para comprar empréstimos.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Chinacréditobanco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.