China lucrará US$ 4 bi em 2009 no setor de jogos pela internet

Empresas chinesas do setor mostraram um aumento da receita de 60% em relação a 2008

Efe,

06 de dezembro de 2009 | 06h45

O setor dos jogos pela internet lucrará este ano na China mais de US$ 4 bilhões. O jornal oficial China Daily divulgou as declarações de Ma Huateng, presidente da companhia tecnológica Tencent, líder do mercado chinês.

  

Ma assinalou que os resultados até o terceiro trimestre das empresas chinesas no setor, como Sohu, NetEase e a própria Tencent,mostram um aumento da receita de cerca de 60% frente ao ano anterior.

  

O diretor da empresa, considerado a 18ª pessoa mais rica da Ásia segundo a lista "Fortune", participou da inaguração da Exposição Internacional de Conteúdo Digital da China, realizado estes dias em Pequim.

 

As empresas chineses estão sendo beneficiadas pela ordem oficial do Governo chinês, que impede as companhias estrangeiras de entrar neste mercado - autorizado apenas na forma de 'joint ventures' (sociedades).

 

Além disso, as autoridades chineses estão numa intensa luta contra os conteúdos considerados "impróprios" na internet, que incluem violência e pornografia.

 

Pequim assegurou que muitos destes jogos "fomentam a obscenidade, as apostas e a violência", além de "minar a moralidade e a cultura tradicional chinesa". Recentemente o Governo chinês bloqueou o acesso ao popular jogo online World of Warcraft.

 

A China tem a maior população internauta do mundo, com cerca de 380 milhões de usuários, e é um dos paíoses que mais censuram a internet e com maior número de censores, segundo as denúncias sistemáticas das organizações de direitos humanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.