China testa efeitos de alta do iuan sobre exportadores

Segundo jornal chinês, resultados do teste de estresse servirão como referência para a futura política monetária do governo

Reuters,

26 de fevereiro de 2010 | 09h03

A China está conduzindo "testes de estresse" no setor de exportação do país para ver quanta apreciação do iuan as empresas podem suportar, informou o jornal local 21st Century Business Herald nesta sexta-feira, .

 

O jornal citou fontes da indústria dizendo que os resultados do teste, conduzido em conjunto com o ministério do Comércio e o ministério da Indústria e Tecnologia da Informação, servirão como referência para a futura política monetária do governo chinês. Esses testes, segundo o jornal, não significam que Pequim deixará o iuan se apreciar.

 

De qualquer forma, a reportagem marca uma rara discussão na mídia chinesa sobre a oportunidade real de valorização do iuan, em meio à crescente especulação de que Pequim pode estar prestes a permitir a volta da apreciação da moeda.

 

De acordo com os resultados iniciais dos testes, que se concentraram em exportadores de têxteis, sapatos e brinquedos, cada ponto percentual de apreciação do iuan tiraria um ponto da sua margem de lucro. Isso seria um sério golpe à rentabilidade, já que, muitas vezes, a margem de lucro líquido dos exportadores é apenas de 3% a 5%, disse o jornal.

Tudo o que sabemos sobre:
China, exportação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.