China vai importar frutas e carnes da Argentina

São Paulo, 18 - A Argentina e a China chegaram a um acordo que vai permitir ao país exportar carne bovina e de frango, maçã, pêra e limão. A informação é da secretaria de Agricultura da Argentina. Uma fonte da secretaria disse que no caso de carnes, a Argentina está em condições de exportar "imediatamente". Porém, as exportações de frutas deverão ser iniciadas somente a partir de meados de 2005. De acordo com a secretaria, as vendas para a China poderão totalizar US$ 300 milhões em 2005/06. O país asiático já está entre os principais destinos das exportações argentinas: é o quarto país no ranking. As vendas serão limitadas à carne processada e cozida. No caso da carne desossada, as exportações serão totalmente liberadas a partir de janeiro de 2005, quando a Organização Internacional de Epizootias (OIE) deve reconhecer a Argentina como área "livre de febre aftosa com vacinação", informou a secretaria. Por ora, China e Argentina devem manter as negociações para os produtos suínos. Em agosto do ano passado, os dois países assinaram um protocolo de acordo, mas os detalhes ainda não foram fechados. A exportação de laranja, tangerinas e grapefruit (toranja) ainda será negociada, de acordo com a secretaria. Em contrapartida, a Argentina vai receber alho e carne de porco salgada da China. As exportações de alimentos para a China atingiram US$ 2,244 bilhões em 2003. A soja respondeu por mais de 90% desse total. Nos primeiros seis meses do ano, as vendas geraram US$ 1,261 bilhão, de acordo com dados da secretaria de Agricultura. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.