China vai investir em minério para substituir Vale, diz associação de aço chinesa

O minério de ferro da China pode substituir as importações do produto do principal fornecedor ao país, a Vale, disse na quinta-feira o secretário-geral da Associação Chinesa de Ferro e Aço, Shan Shanghua. "A China aumentará o investimento nas minas domésticas, elevando a produção de minério de ferro, com o objetivo de substituir o minério importado e restringir o aumento de preço do produto comprado no exterior", afirmou Shan em uma conferência na cidade portuária de Qingdao. As siderúrgicas chinesas endureceram sua posição depois de a Vale pedir um aumento adicional nos preços de minério no segundo semestre. A mineradora brasileira quer ajuste adicional entre 12 e 13 por cento para equiparar o preço do minério ao vendido aos clientes europeus da Vale. Pela primeira vez em anos o preço fechado pela Vale para o minério de ferro não foi seguido pelas suas concorrentes em 2008, que conseguiram índices maiores. (Reportagem de Alfred Cang)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.