China vendeu títulos dos EUA em novembro, mas ainda é maior detentora

Departamento do Tesouro informou que o fluxo de capital estrangeiro para os EUA foi positivo em US$ 39 bilhões em novembro, apesar das vendas da China

Regina Cardeal, da Agência Estado,

18 de janeiro de 2011 | 12h32

O Departamento do Tesouro informou que o fluxo de capital estrangeiro para os EUA foi positivo em US$ 39 bilhões em novembro. A China foi vendedora líquida de Treasuries em novembro, mas continua a maior detentora destes títulos. A posição da China caiu US$ 11,2 bilhões, para US$ 895,6 bilhões em novembro, após compras líquidas de US$ 23 bilhões em outubro.

O Japão continuou o segundo maior detentor de Treasuries, elevando sua posição para US$ 877,2 bilhões, de US$ 875 bilhões em outubro. Entre todos os investidores estrangeiros, as compras líquidas de Treasuries totalizou US$ 61,7 bilhões em novembro, de compra líquida de US$ 24,78 bilhões em outubro. Os investidores estrangeiros privados compraram líquidos US$ 51,5 bilhões em Treasuries, após compras de US$ 25,9 bilhões no mês anterior.

O atentamente acompanhado dado das transações de títulos de longo prazo por estrangeiro mostrou compras de US$ 85,1 bilhões em novembro, após compras de US$ 28,9 bilhões no mês anterior.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaTesouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.