Chinalco vê mais chance de elevar que cortar fatia na Ri Tinto

A Chinalco, companhia chinesa de metaisque liderou um investimento de 14 bilhões de dólares na RioTinto pode aumentar sua participação na mineradora global e nãotem intenção de reduzir suas ambições em outras partes doglobo. "Definimos meta de criarmos uma companhia global deprimeira classe, uma marca que dure por 100 anos", disse opresidente da Chinalco, Xiao Yaqing, em entrevista. "E percebemos que a marca somente durará 100 anos se nóstivermos ativos de mineração e não apenas usinas." A iniciativa da Chinalco tomada a seis semanas com a comprade participação na Rio Tinto feita em conjunto com a Alcoa,atingiu de frente o plano de aquisição da mineradora pela rivalBHP Billiton . A compra de 12 por cento das ações da Rio Tinto listadas emLondres por 14 bilhões de dólares, ou quase 60 libras por ação,foi vista como uma medida deliberada para afastar a oferta daBHP."Eu creio que o preço foi muito bom. Foi muito apropriado.O preço não foi alto considerando o valor da Rio", disse Xiao. "Na atual circunstância, a possibilidade de elevar aparticipação é maior que reduzi-la." Xiao afirmou que a Chinalco decidirá se aumenta suaparticipação na Rio segundo dois fatores: julgamento da empresasobre o preço da ação da Rio Tinto e a opinião da parceiraAlcoa. "Compramos a 60 libras por ação e se eles aumentarem para100, vamos considerar vender algumas", brincou o executivo. Umvalor de 100 libras por ação colocaria a Rio Tinto perto das 10companhias mais valiosas do mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.