Chinesa Sinochem prepara oferta rival pela Potash, dizem fontes

A Sinochem, maior fabricante chinesa de produtos químicos, vem se empenhando para desafiar a oferta de 39 bilhões de dólares da BHP Billiton pela Potash Corp, segundo fontes. Entretanto, os esforços para obter um parceiro russo falharam, de acordo com um jornal.

REUTERS

30 de setembro de 2010 | 08h29

A Sinochem tem cerca de 20 pessoas envolvidas na preparação de alternativas para barrar a oferta da BHP, e espera ter um decisão em breve, afirmaram fontes próximas à companhia chinesa.

O Financial Times informou que a Sinochem travou conversações com a fabricante de fertilizantes russa UralKali sobre a possibilidade de realizar uma oferta conjunta pela Potash, mas as negociações não foram adiante.

Um porta-voz da Sinochem, Li Qiang, se recusou a comentar a reportagem e os esforços da companhia para impedir o avanço da BHP.

"Conforme o assunto avançar, comentaremos no tempo certo quando acharmos apropriado. Agora ainda não é a hora", disse ele.

Enquanto alguns banqueiros especulam que a estatal chinesa não precisa ter pressa para fazer qualquer movimento depois que a BHP estendeu o prazo da sua oferta para 18 de novembro, fontes próximas à Sinochem disseram que uma decisão deve sair em breve.

"Não há dúvidas de que a Sinochem está ativamente avançando na questão da Potash, e a empresa tem obtido forte apoio de todos os departamentos governamentais relacionados", afirmou uma fonte com conhecimento do assunto.

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASSINOCHEMPOTASH*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.