Chrysler lucra US$436mi no 2o tri e mantém previsão para 2012

A Chrysler teve lucro de 436 milhões de dólares no segundo trimestre e manteve a previsão para o fechado do ano de lucro operacional de pelo menos 3 bilhões de dólares.

Reuters

30 de julho de 2012 | 15h48

A montadora tinha registrado prejuízo de 370 milhões de dólares no segundo trimestre de 2011, incluindo perdas relacionadas aos 551 milhões de dólares em pagamentos de empréstimos do governo pelo resgate de 2009, após concordata.

A receita do segundo trimestre subiu 23 por cento, para 16,795 bilhões de dólares.

"Nossos resultados refletem uma busca incansável pela Chrysler para garantir a melhor qualidade e o melhor valor ao longo de nossas marcas", declarou o presidente-executivo e presidente do Conselho de Administração da Chrysler e da Fiat, Sergio Marchionne.

O caixa, no fim do segundo trimestre, tinha subido para 12,1 bilhões de dólares, de 11,3 bilhões no fim do trimestre anterior. A liquidez total disponível no fim do segundo trimestre era de 13,4 bilhões de dólares.

A Fiat tem participação majoritária na Chrysler e no começo deste mês anunciou a intenção de exercer a opção de comprar outros 3,3 pontos percentuais na montadora, aumentando a participação para 61,8 por cento. Nenhuma das duas fabricantes anunciou ainda terem chegado a um acordo.

As outras ações da Chrysler são de um fundo de aposentados sob gestão do sindicato United Auto Workers.

(Por Bernie Woodall)

Tudo o que sabemos sobre:
AUTOSCHRYSLERRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.