Chrysler negocia com Tata e Fiat, dizem fontes

A Chrysler está negociando com amontadora indiana Tata Motors e a italiana Fiat, no momento emque procura levantar capital e abrir as portas para mercados emgrande expansão fora dos Estados Unidos, afirmaram pessoasligadas ao tema nesta quarta-feira. Chrysler, a terceira maior montadora dos Estados Unidos, écontrolada pela empresas privada Cerberus Capital Management. AChrysler está discutindo com a Tata sobre acordos para vender oseu Jeep Wrangler na Índia e possivelmente em outros mercadosasiáticos, segundos fontes. Paralelamente, a Chrysler tem conversado com a Fiat sobrealugar sua capacidade de produção norte-americana e umacooperação sobre a distribuição final no mercadonorte-americano, afirmaram fontes. Tal acordo poderia permitir à Fiat levar em frente o seuplano de voltar ao maior mercado automobilístico do mundo,enquanto permite à Chrysler cortar gastos em um momento queenfrenta uma desaceleração das vendas e um crescente pressãopara levantar capital. Um porta-voz da Chrysler não quis confirmar asconversações. Representantes da Tata não estavam disponíveispara comentar o assunto. Representantes da Fiat não foramencontrados imediatamente.Gerry Meyers, professor da faculdade de economia daUniversidade de Michigan e presidente-executivo da AmericanMotors quando possuía a Jeep nos anos 1980, afirmou que estáclaro que a Chrysler precisa de parceiros internacionais. "Na minha mente, eles estão claramente passando pordificuldades financeiras. Pode até mesmo ser uma dificuldade deliquidez. Existem diversas questões pairando sobre por quantotempo a Chrylser pode continuar com problemas como este",disse. Ele acrescentou que as pressões abrem uma porta à Chryslerpara um parceiro em um mercado emergente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.