Chrysler vai interromper operação mundial por 2 semanas em julho

A montadora norte-americana Chryslerinformou nesta quinta-feira que planeja interromper todas assuas atividades, com exceção das essenciais, em todo o mundopor duas semanas no mês de julho, como forma de reduzir custose preservar caixa. A companhia, que se encontra em um processo dereestruturação que inclui a desativação de algumas linhas deprodutos e a oferta de aposentadoria antecipada a 44 milfuncionários dos Estados Unidos que trabalham por hora,divulgou prejuízo de 1,6 bilhão de dólares em 2007. A empresa acelerou o processo desde que o fundo CerberusCapital Management LP comprou 80 por cento do capital queestava nas mãos da Daimler AG. A decisão de paralisar as atividades em todo o mundo nassemanas de 7 e 14 de julho foi anunciada aos empregados atravésde um correio eletrônico do presidente-executivo, Bob Nardelli. Segundo ele, a medida é necessária para que a montadoracrie "eficiência em todas as linhas de organização e melhoresua produtividade". O mercado automotivo dos Estados Unidos caiu mais do quepreviam os analistas no último verão, quando o Cerberuscompletou a aquisição de uma participação majoritária naChrysler. As vendas da empresa caíram cerca de 13 por cento noprimeiro bimestre do ano. A porta-voz da empresa, Mary BethHalprin, disse que a empresa manterá pessoal em algumas áreasno período para apoiar a rede de concessionárias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.