Cidade petrolífera cazaque entra em estado de emergência

O presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, declarou 20 dias de estado de emergência e toque de recolher na cidade petrolífera de Zhanaozen (oeste), um dia depois de pelo menos 10 pessoas terem morrido em violentos confrontos.

REUTERS

17 de dezembro de 2011 | 11h52

Nazarbayev emitiu um decreto proibindo greves e manifestações públicas, restringindo a circulação nos arredores de Zhanaozen e limitando os acessos de entrada e saída da cidade.

O estado de emergência tem efeito imediato e valerá até 5 de janeiro de 2012.

(Por Dmitry Solovyov)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROLEOCAZAQUISTAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.