Cielo, BB e Oi fazem parceria em cartões

Cielo terá 50% da Paggo, empresa de pagamento em tecnologia móvel controlada pela Oi

Agência Estado,

29 de setembro de 2010 | 09h34

A operadora de telecomunicações Oi, a credenciadora de cartões Cielo e o Banco do Brasil anunciam uma parceria na emissão de cartões "co-branded" e pré-pagos com bandeira nacional e/ou internacional.

Além disso, a Cielo assina um acordo de investimento com a Paggo, empresa de pagamento em tecnologia móvel (mobile payment) controlada pela Oi, em uma nova sociedade, chamada Paggo Soluções. De acordo com comunicado, a Paggo Acquirer e a CieloPar deterão cada qual 50% do capital social da Paggo Soluções. A previsão é de que a implementação ocorra em seis meses.

Mais detalhes das operações serão comentados por executivos das empresas envolvidas em entrevista à imprensa, prevista para às 10h30, em São Paulo.

Veja abaixo a íntegra do comunicado:

"COMUNICADO AO MERCADO

Tele Norte Leste Participações S.A. ("TNL"), Telemar Norte Leste S.A. ("TMAR"), Brasil Telecom S.A. ("BrT"), Banco do Brasil S.A. ("BB") e Cielo S.A. ("Cielo") vem a público comunicar a seus acionistas e ao mercado em geral que:

(i) TMAR, BrT, TNL PCS S.A. ("TNL PCS"), 14 Brasil Telecom Celular S.A., Paggo Administradora de Crédito Ltda. ("Paggo Administradora"), Way TV Belo Horizonte S.A. (em conjunto, "OI") e o BB celebraram, nesta data, Acordo de Parceria Negocial ("Parceria"), com o objetivo de estabelecer uma parceria negocial para emissão de cartões de crédito "co-branded"e pré-pagos, além de outros meios de pagamento no formato tradicional ou que utilizem a tecnologia Mobile Payment para a base de clientes atual e futura da OI e da Paggo Administradora, compartilhando o conhecimento e a experiência de cada uma das partes em suas áreas de atuação, com ênfase na ampliação e fidelização de suas respectivas bases de clientes.

A Parceria permitirá a emissão dos cartões "co-branded" e pré-pagos com bandeira nacional e/ou internacional.

(ii) TNL PCS, Paggo Acquirer Gestão de Meios de Pagamento Ltda. ("Paggo Acquirer", sociedade controlada pela TNL PCS), Cielo e CieloPar Participações Ltda. ("CieloPar", sociedade controlada pela Cielo) celebraram, também nesta data, Acordo de Investimento, com o objetivo de regular a participação da Paggo Acquirer e da CieloPar em uma nova sociedade denominada Paggo Soluções de Meios de Pagamento S.A. ("Paggo Soluções"). A Paggo Acquirer e a CieloPar deterão, cada uma, 50% do capital social da Paggo Soluções.

A Paggo Soluções (a) será dedicada à condução de atividades de captura, transmissão, processamento e liquidação financeira de transações comerciais com a tecnologia de Mobile Payment originadas ou concluídas em dispositivos de telefonia celular; e (b) promoverá o credenciamento dos atuais e de novos lojistas à sua rede de adquirência de transações originadas em dispositivos de telefonia celular, por meio dos relacionamentos já mantidos pela Cielo e pela Paggo Acquirer em todo território nacional.

As operações acima serão apresentadas às autoridades brasileiras de defesa da concorrência (Conselho Administrativo de Defesa Econômica - CADE, Secretaria de Direito Econômico - SDE e Secretaria de Acompanhamento econômico - SEAE) nos termos e prazos previstos na legislação em vigor.

As Companhias esperam que essas operações sejam implementadas no prazo aproximado de seis meses a contar da presente data.

As Companhias manterão seus acionistas e o mercado informados sobre a efetiva implementação dessas operações, bem como de quaisquer outros eventos que possam impactar seus termos e condições.

Rio de Janeiro, 29 de setembro de 2010.

Tele Norte Leste Participações S.A.

Telemar Norte Leste S.A.

Brasil Telecom S.A.

Alex Waldemar Zornig

Diretor de Finanças e de Relações com Investidores

Banco do Brasil S.A.

Ivan de Souza Monteiro

Vice-Presidente de Finanças, Mercado

de Capitais e Relações com Investidores

Cielo S.A.

Marcos Grodetzky

Vice Presidente de Finanças e Relações com Investidores"

Tudo o que sabemos sobre:
OiCieloBanco do Brasilparceria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.