Claro e Vivo poderão compartilhar rede

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, acordo entre Claro e Vivo para compartilhamento de infraestrutura e backhaul, linha que interliga os núcleos das redes. Pela operação, as empresas se comprometem a negociar o compartilhamento de backhaul e sites das redes 2G, 3G e 4G, além de sites referentes à rede rural.

LUCI RIBEIRO, Agencia Estado

10 de maio de 2013 | 08h45

Segundo as empresas, o acordo tem o objetivo de reduzir os custos de investimento, operação e manutenção de suas redes e otimizar a prestação dos serviços a seus clientes, aprimorando a cobertura, principalmente em 4G, que exigirá uma quantidade maior de sites. A decisão pela aprovação está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.