CMN amplia limite de crédito para empresas do grupo Eletrobras

O voto ainda será explicado por representantes do Ministério da Fazenda

Adriana Fernandes e Eduardo Rodrigues, da Agênica Estado,

29 de julho de 2010 | 13h13

O Conselho Monetário Nacional aprovou hoje voto que amplia o limite de crédito ao setor público para as operações destinadas ao financiamento das empresas do grupo Eletrobras. O voto ainda será explicado por representantes do Ministério da Fazenda.

Outro voto amplia o limite para a concessão de garantias por empresas do setor de energia elétrica no âmbito federal, estadual, municipal e distrital à Sociedade de Propósito Específico (SPE) por elas constituída, limitada ao porcentual de sua participação na referida sociedade, exclusivamente para a realização de investimentos vinculados ao Programa de Geração e Transmissão de Energia Elétrica no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Tudo o que sabemos sobre:
EletrobrasCMNcrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.