CMN aprova constituição de banco e corretora pela Western Union Company

Banco terá capital de R$ 22 milhões e corretora, de R$ 32  milhões

Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

29 de julho de 2010 | 13h19

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou há pouco a proposta de constituição de um banco e uma corretora de câmbio pela norte-americana Western Union Company. A empresa, especializada em remessas de valores de pessoas físicas, já atuava no Brasil em parceria com outras instituições financeiras, como o Banco do Brasil.

Para a ampliação dos negócios no país, a companhia pediu autorização para a criação do Banco Western Union do Brasil S.A., com capital de R$ 22 milhões, e da Western Union Corretora de Câmbio S.A., com capital de R$ 32 milhões. A proposta ainda precisa da aprovação do presidente da República.

Tudo o que sabemos sobre:
CMNcorretoraWestern Union Company

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.