CNA projeta exportações de soja de US$ 9,3 bilhões em 2004

Brasília, 19 - As exportações de complexo soja em 2005 devem render US$ 9,3 bilhões ao País, segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A previsão inicial era de receita cambial de US$ 9,7 bilhões a US$ 10 bilhões em 2004. A previsão foi divulgada hoje pelo chefe do Departamento de Comércio Exterior da entidade, Antônio Donizeti Beraldo. Ele citou os números para enfatizar a perspectiva de menor remuneração da agricultura em 2005. "O cenário não será tão róseo", comentou. Ele explicou que a produção de soja na safra 2003/04 foi de 50 milhões de toneladas. Para a safra atual, 2004/05, previsões indicam colheita entre 62 e 63 milhões de toneladas. "A produção será 25% maior, mais o recuo de preços internacionais não permitirá que a receita cambial cresça no mesmo ritmo", contou. Parte de baixa de preços é justificada pela estimativas de produção nos Estados Unidos. Ele disse ainda que os preços internacionais da soja estão em queda e as perspectivas não são animadoras para o curto prazo. Em abril, a oleaginosa era comercializada a US$ 360 por tonelada no mercado internacional, cotação que recuou para US$ 220 por tonelada nos últimos dias. No acumulado de janeiro a setembro, as exportações do complexo soja cresceram 38,3% para US$ 8,72 bilhões. Em relação a igual período de 2003, o crescimento é de US$ 2,4 bilhões. No período, a balança comercial do agronegócio apresentou superávit recorde de US$ 26,25 bilhões, 39,4% acima de igual período do ano passado. A receita obtida com os embarques cresceu 33,5% para US$ 29,86 bilhões. "As exportações do agronegócio no total das exportações brasileiras chegou a 42,5% do total", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.