Coal India destina US$ 6,4 bilhões para aquisições

O grupo estatal indiano Coal India, a maior companhia de mineração de carvão do mundo, vai destinar 350 bilhões de rupias (US$ 6,4 bilhões) para aquisições de ativos no exterior e para o desenvolvimento de blocos em Moçambique, como parte de um esforço para garantir novas fontes de carvão, visto que a demanda na Índia está crescendo mais rápido do que a produção.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

23 de agosto de 2012 | 12h09

A mineradora pretende também investir 254 bilhões de rupias até março de 2017 para expandir a produção em suas minas indianas e criar infraestrutura para transporte de combustíveis, segundo seu relatório anual para acionistas.

A Coal India, responsável por mais de 80% da produção indiana de carvão, prevê que a demanda no país subirá para 980,50 milhões de toneladas até março de 2017, de 772,84 milhões de toneladas no ano fiscal atual. A produção, por sua vez, deverá alcançar 795 milhões de toneladas no mesmo período, de acordo com a empresa.

No fim de março, a Coal India tinha 580 bilhões de rupias em caixa, parte das quais será usada para elevar a produção. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Coal IndiaaquisiçõesMoçambique

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.