Justin Sullivan/Getty Images/AFP
Justin Sullivan/Getty Images/AFP

Coca-Cola compra concorrente da Gatorade por US$ 5,6 bilhões no maior negócio da sua história

Desde 2018 a multinacional já detinha 15% de participação na BodyArmor; o acordo visa a acelerar as vendas da Coca no segmento de hidratação, esportes e café

André Marinho e Wesley Gonsalves, O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2021 | 16h40

A Coca-Cola anunciou, nesta segunda-feira, 1º, a compra integral da empresa de bebida esportiva americana BodyArmor por US$ 5,6 bilhões, no que será o maior negócio do tipo da gigante conhecida pelo refrigerante. Desde 2018 a multinacional já detinha 15% de participação na companhia concorrente da Gatorade. À época do negócio, cláusulas contratuais possibilitaram que a gigante dos refrigerantes viesse a assumir 100% das operações. 

Ainda em fevereiro deste ano, a companhia já havia sinalizado que pretendia pôr em prática seu direito de adquirir o restante das operações da marca que ocupa o segundo lugar em vendas no setor de bebidas esportivas nos Estados Unidos. Atualmente, a rival Gatorade domina o mercado de produtos isotônicos e é controlada pela PepsiCo

De acordo com a companhia de bebidas, atualmente a empresa de isotônicos tem faturamento de vendas de aproximadamente US$ 1,4 bilhão com uma taxa de crescimento de 50%. "A BodyArmor foi uma grande adição à nossa linha nos últimos três anos, a empresa tem impulsionado a inovação contínua em produtos de hidratação, saúde e bem-estar", disse, em nota, o presidente da Coca-Cola na América do Norte, Alfredo Rivera.

Segundo a Coca-Cola, a Bodyarmor será administrada como um negócio separado dentro da unidade operacional da companhia na América do Norte, com sede em Nova York. A atual equipe de liderança continuará trabalhando com a marca. 

A Bodyarmor foi fundada há 10 anos e cresceu com investimentos de estrelas do esporte. O jogador de basquete Kobe Bryant, morto em 2019, era um dos principais investidores e, segundo o jornal The Wall Street Journal, seu espólio deve receber US$ 400 milhões pela transação. "Se não fosse pela visão e crença de Kobe Bryant, a BodyArmor não teria sido capaz de alcançar o sucesso que tivemos. Eu não poderia ficar mais animado em fazer parte da família Coca-Cola e com os olhos voltados para o futuro", afirmou o co-fundador e presidente da marca, Mike Rapole que permanecerá à frente dos negócios.

O acordo visa acelerar as vendas da Coca no segmento de  hidratação, esportes e café. Apesar da recente aquisição, a principal bebida esportiva da Cola, o Powerade, continua sendo um concorrente distante do Gatorade, líder de mercado da PepsiCo. Mesmo combinado com BodyArmor, a companhia alcançaria aproximadamente 23% do mercado de bebidas esportivas, bem atrás dos 68% da Gatorade, conforme dados do Euromonitor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.