Divulgação Instagram Caetano Veloso
Divulgação Instagram Caetano Veloso

Com críticas a ‘algoritmos’, Caetano Veloso investe em redes sociais para divulgar novo clipe

Primeiro clipe do artista em nove anos explora estética que mistura o minimalismo, o mundo tecnológico e influências do cineasta francês Henri-Georges Clouzot.

Wesley Gonsalves, O Estado de S.Paulo

27 de setembro de 2021 | 11h42

Entre um jogo de luzes, espelhos e câmeras,  Caetano Veloso voltou aos estúdios para gravar seu primeiro clipe depois de um hiato de nove anos. Em Anjos Tronchos, o artista reflete sobre como a tecnologia tem moldado a sociedade com críticas aos algoritmos da internet, além de ironizar sobre “líderes palhaços”.

Para divulgar a nova produção visual, o artista baiano tem usado justamente as redes sociais. No Twitter, Facebook e Instagram o cantor lança o questionamentos enquanto pomove o o single: “Os algoritmos são contra ou a favor de nós? Nossos aliados ou inimigos?”. 

O clipe da faixa de abertura do álbum “Meu coco” aposta em uma estética que mistura o minimalismo, o mundo tecnológico e influências do cineasta francês Henri-Georges Clouzot, expoente do Cinema Noir e conhecido por filmes como As Diabólicas.

"Fizemos tudo de maneira super artesanal, sem efeitos em pós-produção, só técnicas de luz em movimento e espelhos, bem no estilo do diretor francês Clouzot", afirma o diretor de cena Fernando Reginato, mais conhecido no mercado como Del, que trabalha pela segunda vez com o artista baiano, ao lado do diretor de fotografia Fernando Young. Em 2020, eles dirigiram uma live de Natal do cantor.

A música recém-lançada está disponível em todas as plataformas digitais enquanto o videoclipe foi divulgado no canal oficial do Caetano Veloso no Youtube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.