Com menos entregas, lucro da Boeing cai no primeiro trimestre

Lucro líquido da empresa foi de US$ 519 milhões, ou US$ 0,70 por ação

Reuters,

21 de abril de 2010 | 10h24

A Boeing, segunda maior fabricante mundial de aviões, informou na quarta-feira ter tido um lucro menor no primeiro trimestre e também uma queda de 11% nas entregas de aeronaves comerciais em relação ao mesmo período de 2009. O lucro líquido da empresa de Seattle foi de US$ 519 milhões, ou US$ 0,70 por ação. Há um ano, havia sido de US$ 610 milhões (US$ 0,87 por ação).

 

Segundo a Thomson Reuters I/B/E/S, o resultado foi melhor do que a estimativa média de Wall Street, que era de um lucro de US$ 0,64 por ação. Os resultados incluem um ônus de US$ 0,20 por ação por conta da reforma da saúde pública nos EUA.

 

O faturamento da empresa no trimestre foi de US$ 15,2 bilhões, queda de 7,8% em relação ao mesmo período do ano passado. A empresa disse já ter encomendas no valor de US$ 315 bilhões.

 

No ano passado, a empresa foi afetada pela redução de pedidos por parte das companhias aéreas e por reduções no orçamento militar dos EUA. A Boeing reiterou que a primeira entrega do seu modelo 787 Dreamliner continua sendo planejada para o quarto trimestre deste ano.

 

A empresa previu para 2010 um lucro de US$ 3,50 a US$ 3,80 por ação, já incluindo os custos relativos à nova legislação da saúde.

 

(Por Kyle Peterson)

Tudo o que sabemos sobre:
Boeingaviõeslucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.