Com perspectiva negativa, S&P mantém rating do BB

A agência de classificação de risco Standard & Poor''s (S&P) manteve nesta quinta-feira, 22, o rating BBB do Banco do Brasil (BB), com perspectiva negativa, citando a posição de negócios "muito forte" da instituição financeira e seu nível "moderado" de capital. Segundo a S&P, o financiamento e a liquidez do BB são "adequados" em comparação com os de outros bancos do sistema financeiro brasileiro.

Agencia Estado

22 de agosto de 2013 | 17h09

A S&P afirmou que a perspectiva negativa do BB reflete o rating soberano do Brasil. "Se rebaixarmos o Brasil, podemos também rebaixar os ratings do Banco do Brasil", disse a agência. "Acreditamos que há uma probabilidade muito alta de o governo fornecer apoio extraordinário suficiente para o BB, se for necessário."

"Vemos a posição de negócios do BB como forte. O BB é a maior instituição financeira da América Latina, com ativos consolidados de R$ 1,2 trilhão em junho de 2013", disse Cynthia Cohen, analista de crédito da S&P.

A agência destacou que o BB tem participação significativa no mercado em termos de empréstimos (20,4%) e depósitos (27,9%), mas que também é muito forte em gestão de ativos (20,8%). Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
S&PBanco do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.