Comgás quer captar entre R$ 500 mi e R$ 600 mi até 2014

A Comgás pretende captar entre R$ 500 milhões e R$ 600 milhões até 2014 para dar suporte aos investimentos na expansão da rede, estimou o diretor de finanças e relações com investidores, Roberto Lage. "Provavelmente vamos fazer isso no começo do ano que vem", disse neta quarta-feira.

CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

31 Outubro 2012 | 16h09

Lage lembrou que a Comgás assinou recentemente contrato de financiamento de longo prazo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no montante de R$ 1,1 bilhão. "Isso deve cobrir parte dos investimentos e da expansão da rede até 2014. A outra parte será financiada com recursos próprios e recursos que serão captados no mercado", explicou, acrescentando que a Comgás tem projetos no Estado até o fim da concessão.

As captações adicionais devem ter perfil semelhantes à contratada no BNDES, com pagamento no longo prazo e taxas de juros "razoáveis", disse. "Estamos pensando em operações com o Banco Mundial e emissão de debêntures", afirmou, acrescentando que a concessionária deve manter um ritmo de investimento no patamar mínimo de R$ 400 milhões por ano.

Os investimentos acumulados até setembro de 2012 somam R$ 427 milhões e foram 16,9% superiores ao recursos aplicados pela companhia em igual período do ano passado. Eles foram usados principalmente na ampliação da rede de distribuição. Entre os principais projetos em desenvolvimento estão os desenvolvidos nas cidades de Taubaté, Guarulhos e Mogi das Cruzes, entre outros.

Mais conteúdo sobre:
Comgás captação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.