Companhia estatal aérea venezuelana cancela voos por duas semanas

Empresa quer rever procedimentos após a queda de uma aeronave na segunda-feira e de um pouso de emergência ocorrido na quinta-feira

Priscila Arone, da Agência Estado,

17 de setembro de 2010 | 12h29

A Conviasa, a companhia aérea estatal da Venezuela, informou nesta sexta-feira, 17, ter cancelado todos os seus voos até 1º de outubro com o objetivo de rever seus procedimentos após a queda de uma aeronave na segunda-feira e de um pouso de emergência ocorrido na quinta-feira.

"A Conviasa, em virtude dos eventos que ocorreram nos últimos dias...decidiu suspender temporariamente suas atividades comerciais", diz um comunicado do Ministério dos Transportes e Comunicação divulgado por meios de comunicação estatal.

Na segunda-feira, um voo doméstico da Conviasa com 51 pessoas a bordo caiu em um terreno da fundição estatal Sidor, matando 17 pessoas. O experiente piloto da aeronave, que morreu no acidente, entrou em contato com o controle de tráfego e informou que estava tendo problemas em controlar o avião, um ATR-42 de fabricação francesa.

Na quinta-feira, outro voo doméstico da companhia fez um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Maiquetia, em Caracas, depois de o piloto ter informado aos controladores de voo que um dos motores do Boeing 737 havia parado de funcionar.

Lorllys Ramos, que preside o grupo de investigação civil de acidentes aéreos, disse posteriormente que "assim que chegou ao solo, o avião foi examinado e verificou-se que havia apenas um problema no instrumento de medição. O avião estava em perfeitas condições."

De acordo com o site da companhia aérea, o presidente Hugo Chávez criou a Conviasa em 2004 para promover o turismo, tanto local quanto internacional.

Pessoas que têm passagens para voos da Conviasa para as próximas duas semanas serão remanejados para outras companhias aéreas sem custo adicional, informou a empresa.

As informações são da Dow Jones. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.