Complexo de Rondonópolis é o maior da AL, diz ministro

O ministro dos Transportes, César Borges, disse nesta quinta-feira, 19, que o Complexo Intermodal de Rondonópolis, no Mato Grosso, inaugurado hoje pela com a presença da presidente Dilma Rousseff, é o maior da América Latina.

DAYANNE SOUSA, Agencia Estado

19 de setembro de 2013 | 13h42

A obra inclui a ferrovia Ferronorte, no trecho Alto Araguaia-Rondonópolis, e o Complexo Intermodal Rondonópolis. O Complexo tem 385,10 hectares de área, o equivalente a 900 campos de futebol, segundo a América Latina Logística (ALL), e está localizado na rodovia BR-163, a 28 quilômetros do centro de Rondonópolis.

Durante a cerimônia, Borges destacou a importância de o modal ferroviário ganhar força no Brasil. "Estamos celebrando a retomada brasileira na procura por um modal mais barato, é isso que nós vamos fazer com o setor privado ou com investimento público", declarou. De acordo com o ministro, 60% dos investimentos da Ferronorte foram alavancados por bancos públicos. Ele afirmou ainda que a ferrovia Norte/Sul, que está sendo feita com investimento público, vai ficar pronta no próximo ano.

"Esta é uma nova arrancada para que o Brasil possa se tornar uma potência ferroviária", disse o ministro. De acordo com ele, o custo de frete pode ser reduzido em até 30% com utilização do transporte ferroviário. Ele destacou ainda que Rondonópolis permitirá o acesso a portos da região Nordeste. "Precisamos acessar portos do Nordeste para tirar o gargalo de escoamento do porto de Santos", comentou.

O ministro ainda falou sobre a rodovia BR-163 e destacou que seus 800 quilômetros de extensão serão duplicados. Ele afirmou também que o deságio alcançado de 42% no leilão de quarta-feira, 18, da rodovia BR 050 "mostra que o governo está correto".

Tudo o que sabemos sobre:
RondonópolisALLCésar Borges

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.