ConectCar terá rádio para concorrer com Sem Parar

Recém-chegada ao mercado de pagamento eletrônico de pedágios, a ConectCar estreia nesta semana uma agressiva campanha de marketing, que inclui comerciais de TV e uma estação de rádio que entra no ar nesta segunda-feira (27) com o nome da marca. A ConectCar foi criada no ano passado de uma joint venture firmada entre duas gigantes, a Odebrecht e o Grupo Ultra/Ipiranga para concorrer na venda dos ?chips? que dão aos motoristas a vantagem de não ter de entrar na fila nas praças de pedágio.

NAIANA OSCAR, Agencia Estado

27 de maio de 2013 | 09h06

Por 13 anos, a marca Sem Parar, da STP, prestou esse serviço sozinha no Estado de São Paulo. Sem competidores, a empresa nunca havia feito anúncios publicitários. Mas, com o fim do monopólio, o jogo mudou. A ConectCar já entrou no mercado com o reforço de marketing da sócia Ipiranga, tradicional anunciante.

A joint venture ganhou autorização para operar em São Paulo no dia 22 de abril. Desde então, os tags da empresa passaram a ser vendidos por 12 mil frentistas, nos 1,3 mil postos da rede Ipiranga no Estado.

Ontem (26), começaram a ser veiculados na TV os comerciais produzidos pela agência Talent, que já tinha a conta dos Postos Ipiranga e ficou também com a da ConectCar. ?Começamos trabalhando a ideia de que aquele tag faz tanta coisa, que parece até um milagre?, diz o diretor de criação, Alexandre Popoviski. ?Foi aí que decidimos voltar com as freiras, que já protagonizaram um comercial dos Postos Ipiranga no passado.?

Ao mesmo tempo, a empresa vai batizar uma emissora de rádio com seu nome. A SP RJ FM 90,7 passará a se chamar Rádio ConectCar SP RJ FM. O sinal da emissora tem cobertura de 250 km, em cerca de 20 estradas que ligam os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, por onde circulam mais de 800 mil veículos por dia. ?A Rádio ConectCar vai oferecer jornalismo e entretenimento para o viajante, com boletins de trânsito a cada 15 minutos e programação musical?, diz Francisco Lúcio Mandarino Moraes, gerente de marketing dos Postos Ipiranga. A empresa não informa de quanto será o investimento.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
São PauloAE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.