Conferência Internacional sobre Rastreabilidade começa em SP

São Paulo - A Conferência Internacional sobre Rastreabilidade de Alimentos começa hoje, no Hilton Hotel, com objetivo de fortalecer o intercâmbio em experiências internacionais sobre sistemas de certificação e rastreabilidade de alimentos. Juaquim Naka, assessor do Ministério da Agricultura e um dos organizadores do evento, acredita que a conferência será importante para ampliar o debate e as informações sobre sistemas de rastreabilidade. Naka é um dos responsáveis pelo chamado Sistema Agrícola de Produção Integrada (Sapi), sistema que foi aplicado com sucesso na fruticultura brasileira e que agora está sendo adaptado para outras culturas. Segundo ele, o Sapi tem como objetivo a certificação de qualidade de uma propriedade agrícola através da avaliação de conformidades. "Essas conformidades são regras que a propriedade tem de cumprir para que um processo seja realizado com sucesso", disse. Naka explica que, pelo Sapi, não se avalia o produto final mas o processo. "Se o processo estiver adequado, o produto também vai estar. As propriedades que estiverem com seus processos dentro dos padrões recebem um selo de qualidade", disse. O assessor lembra que se o Sapi fosse empregado na soja, toda a questão com a China não teria ocorrido. "O problema seria identificado no processo", disse. Ele ressaltou também a importância do SAPI na geração de empregos. "Para que todos os processos de uma propriedade sejam aplicados, existe a necessidade de capacitação técnica da mão-de-obra através de sua qualificação", disse. Segundo ele, no início os custos são um pouco maiores que, por exemplo, o sistema de rastreabilidade para bovinos, o Sisbov, adotado pelo Brasil, mas no longo prazo os resultados são melhores. Naka lembra que o sistema de rastreabilidade tem de buscar a maior produtividade com garantia de qualidade e segurança alimentar, o que garante também a permanência de mercado. Hoje será realizado, dentro da Conferência, que se estende até quinta-feira, o Seminário Franco-Brasileiro de Sanidade Animal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.