Confiança do empresário industrial diminui em abril, diz CNI

 Indicador ficou em 57,2 pontos, queda de 1,4 ponto em relação a março

Ayr Aliski, da Agência Estado,

20 de abril de 2012 | 12h05

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), calculado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), alcançou a marca de 57,2 pontos em abril. O resultado, divulgado hoje, representa uma queda de 1,4 ponto em relação a março, quando o Icei marcou 58,6 pontos. O índice está também 2,3 pontos abaixo do registrado em abril do ano passado, quando marcou 59,5 pontos. O Icei varia de zero a cem. Valores acima de 50 mostram confiança e abaixo de 50, pessimismo.

A CNI argumenta que a queda do Icei não representa tendência e, portanto, ainda não gera preocupação. "Este ano, os aumentos verificados em janeiro, fevereiro e março foram maiores do que em anos anteriores porque o ICEI estava um pouco deprimido, depois da euforia de 2010", explica o economista da CNI Marcelo de Ávila. "Vínhamos observando que quando o ICEI tinha queda, era por conta da confiança nas condições atuais. Agora, as expectativas também recuaram um pouco. Não chega a preocupar, mas também não é bom sinal. Precisamos ver nos próximos meses se é tendência ou acomodação", observa Ávila.

O Icei é formado por quatro componentes: avaliação das condições atuais da economia e da empresa e expectativas para os próximos seis meses sobre a economia e sobre a empresa. Ou seja, o índice mede a percepção dos empresários sobre a situação da empresa e da economia. Para o cálculo do índice foram realizadas entrevistas com 2.388 empresas entre os dias 2 e 17 de abril, das quais 867 de pequeno porte, 909 médias e 612 de grande porte.

Por ramo de atividade, a indústria da construção registrou um Icei de 58,7 pontos em abril (ante 61,7 pontos, em março); a indústria extrativa registrou 60,0 pontos (frente 60,2 pontos, no mês anterior); e a indústria da transformação marcou 56,1 pontos (ante 57,6 pontos, no mês passado).

Por região, o maior otimismo está no Nordeste, onde os empresários apontaram Icei de 60,6 pontos em abril, ante 62,9 pontos em março. No segundo lugar em otimismo ficou o Centro-Oeste, onde foi apurado Icei de 59,5 pontos em abril, ante 59,1 pontos, em março. No Norte, o Icei de abril foi de 56,7 pontos, contra 59,7 pontos, no mês anterior. No Sudeste, o Icei de abril ficou em 55,6 pontos, ante 56,4, em março. No Sul, o Icei deste mês alcançou 54,9 pontos, contra 56,8 pontos, no mês passado.

Tudo o que sabemos sobre:
confiançaindpustria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.