Conflito na Líbia faz petróleo atingir maior preço em mais de dois anos

Petróleo tipo Brent chegou a custar US$ 108 por barril pela primeira vez desde 2008

Jedsica Donati e Jonathan Leff, da Reuters ,

21 de fevereiro de 2011 | 18h16

Os preços do petróleo tipo Brent atingiram US$ 108 o barril pela primeira vez desde 2008 nesta segunda-feira, graças a preocupações de que a crescente violência na Líbia possa provocar interrupção no fornecimento do país membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Os preços do petróleo nos Estados Unidos ditaram um salto no rali de mais de US$ 5, a maior alta em mais de dois anos.

Operadores se apressaram para cobrir posições vendidas entre o petróleo tipo Brent e o WTI norte-americano. A diferença em abril foi estreitada para US$ 10 durante o dia, mas se ampliou para mais de US$ 12 mais tarde na sessão.

Os preços do tipo Brent no mercado de futuros, que avançaram mais de US$ 10 este ano, principalmente devido ao crescente risco geopolítico, saltaram em US$ 3,22 o barril, ou 3,2%, para estacionar em US$ 105,74 o barril.

Os preços subiram mais US$ 2, para fechar em US$ 108 nas últimas negociações, maior patamar desde 4 de setembro de 2008.

O contrato do petróleo cru norte-americano, que vence na terça-feira, aumentou US$ 5,22 o barril para fechar a US$ 91,42 dólares no fim da tarde, maior nível em duas semanas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.