Congestionamento no INSS

Telefone deu ocupado e site do órgão ficou lento, prejudicando a consulta à revisão do benefício

Jornal da Tarde,

26 de julho de 2011 | 23h00

O aposentado que ligou para o INSS para checar se está incluído entre os que receberão a revisão pelo teto do valor de sua aposentadoria encontrou a linha sempre ocupada. A procura por informações sobre o assunto congestionou o atendimento da Previdência Social desde a tarde de segunda-feira, quando foi liberada a consulta, até boa parte desta terça-feira, 26.

O JT telefonou várias vezes para o número 135, mas não conseguiu ser atendido. O Ministério da Previdência admite que o sistema chegou a ficar instável na segunda-feira, mas diz que foi normalizado na própria terça. O órgão informa que o 135 pode ter recebido muitas chamadas em momentos pontuais, mas o aposentado consegue ser atendido se insistir.

A central 135, que recebe em média 390 mil ligações às segundas-feiras, registrou 2,98 milhões de chamadas anteontem (oito vezes mais que o normal). Porém, só chegaram à central de atendimento 651 mil ligações, das quais 208 mil foram respondidas. Deste total, 108 mil buscaram informações sobre a revisão do teto. Além disso, o tempo médio de espera por atendimento, que é de 43 segundos em dias normais, passou de duas horas.

O grande número de visitas ao site também deixou a consulta online pelo site da previdência lenta. Em alguns momentos houve registro de 60 mil acessos simultâneos.

A revisão abrange 117 mil pessoas que terão o benefício reajustado a partir da folha de agosto, creditada nos cinco primeiros dias úteis de setembro. Têm direito apenas quem teve benefício concedido entre 5 de abril de 1991 e 31 de dezembro de 2003 e que tiveram o valor limitado ao teto na data da concessão. As aposentadorias receberão aumento médio de R$ 240 e virão reajustadas a partir de setembro. Já os valores retroativos (referente aos meses em que a aposentadoria ficou limitada ao teto) serão pagos a partir de outubro - seguindo calendário que varia de acordo com o valor. Para quem tem direito a receber até R$ 6 mil (70% dos casos), os pagamentos começam em 31 de outubro de 2011. Para quem receberá de R$ 6 mil a até R$15 mil, o pagamento começa a partir de 31 de maio de 2012. Para quem receberá de R$ 15 mil a R$ 19 mil, os pagamentos têm início em 30 de novembro de 2012. Já o aposentado com direito a mais de R$ 19 mil recebe em 31 de janeiro de 2013.

Na Justiça

Mas o aposentado que tem processo na Justiça contra o INSS deve ficar atento. "Quando faz acordos, o INSS costuma encaminhar um formulário para adesão pelos beneficiários informando o valor da nova renda mensal e também o valor dos atrasados para aceitação do segurado", explica a advogada previdenciária, Rafaela Domingos Lirôa, do escritório Innocenti Advogados Associados

Isaías Urbano da Cunha, diretor da Associação dos Aposentados do ABCD, diz que as práticas do INSS amedrontam os aposentados. "Prova disso é que só é contemplados na revisão o aposentado que não tem ou cancelou ação na Justiça contra o INSS. Ele só recebe ser fizer o acordo e não tiver ação na Justiça", diz. "Mas entre os males essa revisão é o menor. Sem isso, o aposentado corre a chance de não receber mais esse dinheiro durante sua vida", diz.

Para fazer a consulta pela internet, basta clicar no link ‘Consulta à revisão do teto’ no site da Previdência. É preciso informar o número de benefício, CPF, data de nascimento e nome completo para saber se foi incluído na revisão.

Já quem liga para o 135 escuta um menu no qual deve optar pelo atendimento eletrônico, teclando 2. A Previdência esclarece que a consulta à revisão pelo teto não será feita nos postos do órgão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.