Tasso Marcelo|Estadão
Tasso Marcelo|Estadão

Conselho da Estácio se abstém e Kroton prepara nova oferta

Segundo fontes próximas à negociação, líder do setor deve aumentar relação de troca por meio de distribuição de dividendos

Cátia Luz, O Estado de S.Paulo

30 Junho 2016 | 22h53

Após reunião do Conselho da companhia, o Comitê de Negociação da Estácio informou que não tomou qualquer decisão a respeito da proposta de combinação de negócios apresentada pela Kroton Educacional, que tinha validade até esta quinta-feira, 30.

A instituição de ensino se manifestou em resposta a questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), dizendo que segue avaliando a proposta da Kroton, assim como as demais que lhe foram apresentadas e outras alternativas.

Segundo fontes próximas à negociação, a Kroton se prepara para elevar a oferta pela companhia. A líder do setor deve propor uma relação de troca de 1,33 ação de sua emissão para cada 1 ação da Estácio. Na oferta que tinha validade até ontem, essa relação era de 1,25 ação da Kroton para cada 1 ação da Estácio. O aumento deve ser feito por meio de distribuição de dividendos para os atuais acionistas da Estácio. Procurada, a Kroton não se pronunciou.

Segundo fontes, o Conselho da Estácio deve se reunir novamente no dia 8 de julho para avaliar as propostas. Além da nova oferta da Kroton, há a proposta do grupo pernambucano Ser Educacional e ainda a intenção da família de Chaim Zaher, maior acionista individual da Estácio e atual presidente da empresa de comprar o controle da companhia, por meio do Clube de Investimentos TCA.

Na resposta à CVM, a Estácio confirmou que recebeu correspondência do fundo Coronation, um de seus acionistas, se manifestando a favor da proposta da Kroton, informando que possui ações suficientes para pedir a convocação de uma assembleia.

No entanto, segundo a Estácio, em 29 de junho, o Coronation enviou nova correspondência informando que não assumiu compromisso firme de aprovar a proposta da Kroton. Disse ainda que em seu entendimento não está em uma situação de conflito de interesses em decorrência da participação na Kroton e que gostaria de alertar a Estácio a não exigir um prêmio injustificado que colocasse a operação proposta pela concorrente em risco. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.