Conselho da Petrobras aprova incorporação de refinaria

A Petrobras informou, na noite desta sexta-feira, que seu Conselho de Administração, em reunião nesta manhã, aprovou a proposta de incorporar a Refinaria Abreu e Lima (Rnest), subsidiária da Petrobras. Conforme o comunicado ao mercado, a incorporação será submetida ao exame e deliberação dos acionistas em assembleia geral extraordinária (AGE) da Petrobras a ser convocada oportunamente.

EULINA OLIVEIRA, Agencia Estado

25 de outubro de 2013 | 20h45

Ainda segundo o informe, a Rnest foi constituída para, entre outras razões, facilitar possíveis parcerias com investidores interessados na atividade de refino no Brasil. "As negociações com interessados, dentro das premissas fixadas pela Petrobras, não lograram êxito", diz a companhia.

A incorporação da Refinaria Abreu e Lima pela Petrobras, de acordo com o comunicado, tem o objetivo de melhorar a execução das obras de construção em andamento e, também, facilitar a coordenação das atividades de refino e distribuição de derivados produzidos pelo conjunto das refinarias da Petrobras.

Por se tratar da incorporação de subsidiária integral, a Petrobras informou que não haverá aumento de capital social nem a emissão de novas ações. As ações do capital social da Rnest serão extintas.

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrasRefinaria Abreu e Lima

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.