Conselho do Santander aprova recompra de papéis

O Conselho de Administração do Santander aprovou um novo programa de recompra de units ou American Depositary Receipts (ADRs) do banco, para manutenção em tesouraria ou posterior alienação.

MARCELLE GUTIERREZ, Agencia Estado

29 de julho de 2013 | 19h17

A aquisição será de até 76.008.403 units, representativas de 4.180.462.165 ordinárias e 3.800.420.150 preferenciais ou de ADRs. O total corresponde a até 2% do capital social do Santander, de acordo com a posição em 30 de junho, quando havia 50.850.284.508 ações ordinárias e 47.732.182.584 ações preferenciais em circulação.

Segundo fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta segunda-feira, 29, a recompra pretende maximizar a geração de valor para os acionistas; viabilizar o pagamento de administradores, empregados de nível gerencial e outros funcionários, nos termos dos Planos de Incentivo de Longo Prazo; e viabilizar o gerenciamento de risco decorrente da prestação dos serviços de formador de mercado no Brasil de certos fundos de índice.

O prazo é de um ano, contados a partir da data de encerramento do atual programa em vigência, que termina em 24 de agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
Santander

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.