Consumo de eletricidade sobe 3,8% em maio--EPE

O consumo de eletricidade no Brasil aumentou 3,8 por cento em maio ante mesmo período do ano passado para 36.912 gigawatts-hora (GWh), enquanto que o consumo pela indústria vem apresentando trajetória de queda da comparação mês a mês.

Reuters

28 de junho de 2012 | 17h22

Na comparação anual, a indústria consumiu 1,4 por cento a mais de eletricidade em maio de 2012, mas houve uma queda de 0,2 por cento ante abril, desaceleração que acontece desde março, informou a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) nesta quinta-feira.

"O que ocorre é que as indústrias já instaladas, especialmente nos segmentos eletrointensivos, estão sinalizando arrefecimento no consumo", informou a EPE na Resenha Mensal do Mercado de Energia Elétrica.

No acumulado do ano até maio, o consumo industrial cresceu 1,9 por cento, o que em parte é justificado pela entrada em operação de novas cargas nas regiões Norte e Centro-Oeste.

Mas a expansão do consumo de energia no ano continua apoiada principalmente na classe residencial e do setor de comércio e serviço, que registram respectivamente aumentos de 4,3 por cento e 7,1 por cento nas demandas em maio na comparação anual.

"Embora esses segmentos representem, em seu conjunto, 42 por cento da demanda final, respondem por mais de 60 por cento do aumento absoluto do consumo total no mês. Já a indústria, que concentra mais de 40 por cento da demanda, participou em maio em menos de 20 por cento do aumento do consumo", informou a EPE.

No ano, o setor residencial acumula aumento de 4,5 por cento no consumo de energia enquanto que o segmento comercial tem alta de 7 por cento.

Entre as regiões geográficas, em maio ante maio de 2011, o consumo total no Nordeste subiu 9,3 por cento, no Centro Oeste cresceu 9,1 por cento, aumentou 8,1 por cento no Norte e registrou altas de 1,8 por cento e 0,9 por cento no Sudeste e Sul, respectivamente.

(Por Anna Flávia Rochas)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAEPEMAIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.