Consumo de energia cresce 5,3% no Brasil em junho

O consumo de energia elétrica noBrasil subiu 5,3 por cento em junho, contra igual período doano passado, para 30.162 GWh (gigawatt-hora), informou aEmpresa de Pesquisa Energética (EPE) nesta quinta-feira. A empresa manteve a projeção de alta de 5,3 por cento parao crescimento do consumo de energia este ano. As classes industrial e comercial apresentaram aumentos derespectivamente 5,3 por cento e 7,4 por cento em junho,enquanto o consumo residencial registrou crescimento de 4,6 porcento. O consumo industrial apresentou seu melhor desempenho noCentro-Oeste, onde cresceu aproximadamente 8 por cento,enquanto a classe comercial apresentou crescimento elevado emtodas as regiões, com destaque para os índices de 10 por centoe 9 por cento no Norte e no Nordeste, respectivamente. A classe residencial também obteve evolução expressiva noNorte (9 por cento) e Nordeste (10 por cento), mas de apenas2,3 por cento no Sudeste. No semestre, o consumo de energia no Brasil acumula alta de5,2 por cento em relação ao mesmo período do ano passado. "Essa evolução positiva do mercado de energia elétrica, comcrescimentos mensais significativos desde o início do ano, estádiretamente relacionada ao bom momento da economia brasileira",afirmou a EPE em nota. As classes residencial e comercial encerraram os primeirosseis meses do ano com taxas de crescimento respectivamente de6,5 por cento e 7,1 por cento, mantendo-se na liderança daexpansão do mercado nacional de energia elétrica. O consumo industrial de energia cresceu 4,3 por cento entrejaneiro e junho."Este crescimento encontra-se compatível com o desempenho daprodução dos ramos industriais que mais consomem energiaelétrica: bens intermediários (3,3 por cento) e bens de consumo(4,1 por cento)", informou a EPE. (Por Denise Luna)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.