Consumo de energia no Brasil cai 1,1% em outubro ante 2008--EPE

O consumo de energia elétrica no Brasil caiu 1,1 por cento em outubro ante o mesmo mês do ano passado, para 33.722 gigawatts. Ainda assim, trata-se do volume mais alto desde dezembro de 2008, informou a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) nesta terça-feira.

REUTERS

24 de novembro de 2009 | 15h26

O consumo industrial caiu 6,2 por cento, para 14.821 GWh, o maior volume registrado no ano. Segundo a EPE, a indústria continua a se recuperar e está cada vez mais perto do patamar de 2007.

"A recuperação gradativa do consumo tem sido observada em todas as regiões, mas principalmente no Sudeste, onde a queda no pós-crise foi mais acentuada. São Paulo continua sendo o destaque neste contexto de retomada", explicou a EPE.

O segmento residencial teve crescimento de 5 por cento em outubro comparado a igual mês de 2008, e o comercial subiu 4,9 por cento na mesma comparação.

Pela primeira vez, destacou a EPE, a participação do consumo industrial foi praticamente a mesma que os setores residencial e comercial juntos.

No ano até outubro o consumo nacional de energia registra queda de 2,3 por cento, puxado pela retração do uso de eletricidade na atividade industrial, da ordem de 9,9 por cento. O setor residencial acumula alta de consumo de energia de 5,8 por cento e o comercial expansão de 5,3 por cento.

(Por Denise Luna)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAEPE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.