Continental é multada por queda de Concorde em 2000

Um tribunal francês multou a Continental Airlines em 200 mil euros hoje, após concluir que a empresa dos Estados Unidos era "criminalmente responsável" por um acidente com um Concorde, ocorrido em 2000. O acidente foi causado por uma peça de metal deixada na pista do Aeroporto Internacional Charles de Gaulle.

GABRIEL BUENO, Agencia Estado

06 de dezembro de 2010 | 12h58

O avião pegou fogo na decolagem e acabou caindo em Gonesse, no subúrbio de Paris. Cento e treze pessoas morreram. O tribunal determinou que um funcionário da Continental cumpra uma sentença de 15 meses de liberdade condicional. Outro funcionário da companhia e três ex-funcionários da aviação civil francesa foram absolvidos no caso. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.