Contrato de CEO da ThyssenKrupp deve ser prorrogado, diz Manager Magazin

O presidente-executivo da siderúrgica alemã ThyssenKrupp deve ter seu contrato prorrogado até 2020, segundo noticiado pela publicação alemã Manager Magazin nesta quinta-feira.

REUTERS

18 de setembro de 2014 | 09h43

O contrato atual de Heinrich Hiesinger vai até 2015.

"Eu ficaria feliz se ele continuasse disponível", afirmou o chefe do Conselho de Supervisão da companhia, Ulrich Lehner, à revista.

Hiesinger, por sua vez, disse à revista: "Eu gosto de ser o CEO da ThyssenKrupp."

A ThyssenKrupp se negou a comentar a matéria.

(Por Georgina Prodhan e Matthias Inverardi)

Tudo o que sabemos sobre:
SIDERURGIATHYSSENKRUPPGESTAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.