Conviasa confirma compra adicional de jatos da Embraer

A Embraer e o Consorcio Venezolano de Industrias Aeronáuticas y Servicios Aéreos (Conviasa), empresa aérea da Venezuela, assinaram contrato para mais sete jatos Embraer 190, confirmando opções contratadas no pedido original, que contemplava seis pedidos firmes e 14 opções. O anúncio foi feito durante o 50º Paris Air Show, na França. Com isso, a Conviasa tem agora um total de 13 pedidos firmes para o jato E190, além de manter as opções adicionais para outras sete aeronaves do mesmo modelo.

Agencia Estado

18 de junho de 2013 | 08h28

"Esta confirmação da Conviasa é uma demonstração de que os E-Jets são a melhor solução no mercado, tanto para a renovação de frota quanto para o ajuste da capacidade à demanda. É gratificante poder contribuir para a modernização do transporte aéreo na Venezuela", afirmou em comunicado, o presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial, Paulo Cesar Silva. "Aliando economia e grande eficiência operacional com excelente conforto para os passageiros, os E-Jets seguem construindo uma sólida base de clientes em todo o mundo."

De acordo com a Embraer, a Conviasa opera seis jatos E190 nas rotas regionais da Venezuela e do Caribe. Até o final do 2013, a empresa aérea estará operando um total de 12 jatos E190, todos configurados com 104 assentos em classe única.

Segundo o presidente da Conviasa, César Martínez Ruiz, o pedido adicional de aviões é "uma demonstração da confiança que a Conviasa deposita na Embraer e no jato E190 na renovação da frota, levando adiante a missão da empresa de ser um elemento essencial do desenvolvimento da Venezuela".

Índia

Mais duas companhias aéreas, a Air Costa, da Índia, e a Air Lituanicao compraram jatos. A Air Costa adquiriu três E-Jets para o lançamento do serviço regular de rotas regionais e dois Embraer 170 foram arrendados junto à ECC Leasing, subsidiária integral da Embraer. A nova operadora também comprou um novo Embraer 190, diretamente da Embraer. Esta encomenda já está incluída na carteira de pedidos da Embraer como "cliente não divulgado", afirma a companhia brasileira.

A Air Costa vai inicialmente conectar cidades do sul da Índia, como Bangalore, Chennai, Hyderabad e Vijayawada, com cidades de menores no norte e no noroeste do país. "Os serviços regionais têm um grande potencial na Índia, especialmente porque a economia das cidades do sul está crescendo. Estamos comprometidos com o crescimento no mercado indiano, com adições à nossa frota e lançamento de novas rotas no médio prazo", afirmou, em comunicado, o presidente e diretor-geral da Air Costa, Ramesh Lingamaneni.

A Air Lituanica, uma nova companhia aérea europeia de Vilnius, na Lituânia, adquiriu dois E-Jets. A empresa vai lançar serviços regulares no dia 30 de junho, com um Embraer 170 arrendado de terceiros. Em julho, a Air Lituanica vai adicionar outro E-Jet, um Embraer 175, arrendado da ECC Leasing Company, Ltd., subsidiária integral da Embraer.

O E170 e o E175 estão configurados com 76 e 86 assentos em classe única, respectivamente. A Air Lituanica vai utilizar o avião em rotas planejadas a partir de Vilnius para Bruxelas, Amsterdã, Berlim, Praga, Munique e Moscou. A companhia aérea pretende adicionar de três a quatro aeronaves para ampliar a frequência, com o objetivo de servir a uma dúzia de rotas europeias a partir de Vilnius em três anos.

De acordo com o CEO da Air Lituanica, Erikas Zubrus, a empresa tem como objetivo ampliar as opções de transporte aéreo sem escalas entre Vilnius e pontos da Europa Ocidental, Escandinávia, Rússia e a Comunidade dos Estados Independentes (CEI).

A Embraer afirma que a Air Lituanica passa a integrar uma lista crescente de clientes no Norte e no Leste Europeu que "identificaram os E-Jets como a plataforma preferida para substituir aeronaves antigas, simplificar suas frotas e abrir novos mercados". Doze companhias aéreas - Air Lituanica, Air Astana, Air Moldova, Azerbaijan Airlines, Belavia, Bulgaria Air, Estonian Air, Flybe Finland, Flynonstop, LOT Polish Airlines, Montenegro Airlines e Ukraine International adicionaram os E-Jets da Embraer às suas frotas, segundo a empresa brasileira.

Tudo o que sabemos sobre:
Embraerjatos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.