Coreia do Sul assinará neste mês compra de 40 caças F-35 por US$7 bi, dizem fontes

A Coreia do Sul assinará neste mês um acordo para comprar 40 caças F-35 da Lockheed Martin por cerca de 7,34 trilhões de wons (7,06 bilhões de dólares) para entrega entre 2018 e 2021, disseram à Reuters duas pessoas com conhecimento da transação nesta quarta-feira.

REUTERS

24 de setembro de 2014 | 11h51

A Coreia do Sul se tornou em março o décimo país a escolher os caças F-35, com os quais o país irá substituir aviões de combate mais antigos e fortalecer suas defesas contra a vizinha Coreia do Norte.

Um contrato sequencial será assinado para permitir a manutenção básica dos jatos dentro da Coreia do Sul, disse uma das pessoas, com o país ficando livre para escolher o local de manutenções mais complexas.

As pessoas não quiseram ser identificadas pois não estão autorizadas a falar com a mídia sobre o acordo.

"Acertamos a compra de 40 jatos dentro do orçamento total e ponderamos todos os termos negociados durante a concorrência em 2013", disse a Administração do Programa de Aquisições de Defesa da Coreia do Sul em comunicado nesta quarta-feira.

A agência sul-coreana não tinha um comentário oficial sobre o momento do acordo, mas já havia indicado antes o terceiro trimestre. A Lockheed Martin não fez comentários de imediato.

(Por Joyce Lee)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASCOREIAF35*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.