Correção: Bracelpa, Abipa e Abiplar lançam associação

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção. A Masisa fazia parte da Abipa, mas não entrou para o quadro de associados da Ibá. Segue o texto corrigido:

CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

29 de abril de 2014 | 18h34

As empresas que atuam no ramo de papel e celulose, painéis de madeira e pisos laminados - produtos que têm como matéria-prima a base florestal plantada - lançaram nesta terça-feira, 29, a nova associação para representar o setor. A criação de uma nova entidade de classe foi antecipada pelo Broadcast, serviço de informações da Agência Estado, em reportagem de agosto de 2013.

A associação foi estruturada ao longo dos últimos dois anos e meio e ganhou o nome de Indústria Brasileira de Árvores (Ibá). A associação nasce com 70 empresas associadas, cuja receita bruta totalizou R$ 60 bilhões em 2013, conforme dados apresentados à imprensa.

A Ibá resultou da unificação de outras associações que já defendiam interesses de algumas empresas do ramo. É o caso da Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa), entidade que reúne as maiores empresas do setor, incluindo Fibria, Suzano e Klabin, que é uma das protagonistas da criação dessa nova associação.

O movimento é compartilhado pela Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas (Abraf), que reúne as fabricantes de celulose e também empresas como a Gerdau e a ArcelorMittal; pela Associação Brasileira da Indústria de Piso Laminado de Alta Resistência (Abiplar); e pela Associação Brasileira da Indústria de Painéis de Madeira (Abipa), que tem entre seus associados a Eucatex a Masisa. Esta última, porém, não entrou para o quadro de associados da Ibá durante o processo de transição.

O objetivo da Ibá será o aumento da competitividade das empresas do setor e a unificação da interlocução com membros do governo federal, ONGs e outras cadeias produtivas. "Um trabalho de consultoria mostrou que é melhor migrar para uma nova associação ao invés de manter quatro delas com diferentes interlocutores com Brasília", afirmou Elizabeth de Carvalhaes, presidente da Bracelpa e presidente executiva da Ibá. O conselho deliberativo da nova associação será presidido por Carlos Augusto Lira Aguiar, ex-presidente da Aracruz e atual membro do conselho de administração da Fibria.

Tudo o que sabemos sobre:
associaçãoIbá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.