Correção: Gol oferece pagamento com cartão de débito

A nota enviada anteriormente continha uma incorreção. No primeiro parágrafo, onde estava grafado Visanet o correto é Visa Electron. Segue o texto corrigido:

MARINA GAZZONI, Agencia Estado

30 de julho de 2013 | 14h21

A Gol é a primeira companhia aérea brasileira a aceitar o cartão de débito como forma de pagamento. A nova modalidade está disponível no site da empresa para os clientes com cartão Visa Electron desde o início da semana. ?É uma evolução da nossa plataforma de pagamento. Muitas pessoas ainda não têm cartão de crédito, principalmente nas classes C e D, mas há também clientes de alta renda que não usam o crédito?, disse o gerente executivo de estratégia comercial da Gol, Marcus Vinicius Silveira. ?Queremos facilitar a compra para esses clientes.?

O cartão de débito é mais usado pelos consumidores brasileiros do que o de crédito. No primeiro trimestre, 1,09 bilhão de transações foram feitas no débito, 40 milhões a mais do que no crédito, segundo dados divulgados nesta segunda-feira, 29, pela Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços).

A Visa iniciou neste ano uma campanha no e-commerce para a adoção do cartão de débito como opção de pagamento. A intenção da empresa é disputar o cliente que não usa a função crédito e hoje paga suas compras com o boleto bancário - a modalidade responde por 18% dos pagamentos no e-commerce, conforme dados da consultoria e-bit.

De acordo com o diretor executivo sênior de Produtos da Visa, Percival Jatobá, o avanço tecnológico para garantir a segurança da operação abriu caminho para o cartão de débito no e-commerce. ?Antes a modalidade não decolava na internet porque o cliente não queria digitar a senha?, disse Jatobá. Com o sistema atual, o cliente não informa a senha na compra online. A Visa adotou a tecnologia de verificação dos próprios bancos emissores dos cartões, como totens ou cartões com chaves de segurança. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Golcartão de débito@estadaoconteudo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.