Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Correios poderão adquirir subsidiárias e ações de empresas

Empresa poderá explorar serviços de logística integrada, financeiros e postais eletrônicos, além de firmar parcerias comerciais

Rosana de Cassia e Karla Mendes, da Agência Estado,

29 de abril de 2011 | 09h19

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) poderá constituir subsidiárias e adquirir o controle ou participação em sociedades empresariais já estabelecidas. É o que estabelece a Medida Provisória 532, publicada nesta sexta-feira, 29, no Diário Oficial da União, que traz também alterações na fiscalização e comercialização do etanol.

Pela nova regra, segundo o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, a ECT poderá entrar como sócia do Trem de Alta Velocidade (TAV), se for conveniente para a empresa. A ECT poderá explorar os serviços de logística integrada, financeiros e postais eletrônicos, e firmar parcerias comerciais "que agreguem valor à sua marca, e proporcionem maior eficiência de sua infraestrutura, especialmente de sua rede de atendimento", permitindo assim investir em uma companhia de aviação.

O novo estatuto, segundo Paulo Bernardo, permitirá que os Correios atuem no mercado internacional em países com forte demanda, como os Estados Unidos, e altera alguns pontos de governança da estatal. A presidência do Conselho de Administração da empresa será indicação do Ministério das Comunicações e a tendência é que, neste momento, o próprio ministro assuma a função. O ministro afirmou ainda que está em análise um estudo para que os Correios ofereçam serviços via celular.

Tudo o que sabemos sobre:
CorreiosserviçosMPtrem-bala

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.