Cosan não descarta nova cisão na Cosan Energia

O diretor vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores da Cosan, Marcelo Martins, afirmou que o grupo não descarta uma futura cisão na Cosan Energia, que de acordo com a proposta apresentada hoje agregaria as controladas Raízen Energia, Raízen Combustíveis, Comgás e Radar. Diante da diversidade dos negócios das empresas, a possibilidade de uma nova cisão "não está descartada, porém ainda não está nos planos da companhia", explicou Martins durante teleconferência com jornalistas.

GABRIELA VIEIRA, Agencia Estado

24 de fevereiro de 2014 | 14h37

A proposta inicial da Cosan prevê uma cisão parcial de seus ativos para a criação da Cosan Logística, empresa responsável pelo investimento na Rumo Logística, e Cosan Energia, empresa responsável pelos investimentos nos demais negócios do grupo.

Conforme o fato relevante divulgado de manhã, a Cosan Logística deverá ser o veículo de investimento dos atuais acionistas na Rumo Logística, e futuramente, caso seja aprovada a associação entre a Rumo Logística e a ALL, o veículo de investimento na companhia resultante desta associação.

Martins destacou, no entanto, que as operações são independentes e a nova estruturação da Cosan acontecerá mesmo se a proposta de fusão com a ALL não for aprovada.

Tudo o que sabemos sobre:
CosanCosan Energia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.