CPFL Energia vende 2,6% mais energia no 2º trimestre

O volume de energia vendida pela CPFL Energia, controladora de empresas como a CPFL Piratininga e CPFL Paulista, nas áreas de concessão cresceu 2,6% no segundo trimestre de 2013 em relação a igual período de 2012, totalizando 14,485 mil GWh. O resultado foi impulsionado pela expansão de 11,1% no consumo dos clientes livres faturados pela tarifa de uso do sistema de distribuição (TUSD), para 4,394 mil GWh. As vendas de energia no mercado cativo, por outro lado, encolheram 0,7% no mesmo período de comparação e totalizaram 10,091 mil GWh. A variação dos números, de acordo com a companhia, reflete a "migração de clientes do mercado cativo para o mercado livre".

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

15 de agosto de 2013 | 08h49

A CPFL Energia registrou expansão de 4,2% na demanda dos clientes da classe residencial, para 3,747 mil GWh, o principal destaque positivo do trimestre. O consumo de energia pelas indústrias também cresceu, alta de 2,7%, para 6,427 mil GWh. Já a demanda do segmento comercial cresceu 2,3%, para 2,276 mil GWh. Na categoria "Outros", houve retração de 0,2% na energia vendida, para 2,036 mil GWh.

As vendas de energia dos negócios de comercialização e geração avançaram 30,1% no período, para 4,936 mil GWh. Segundo a companhia, o volume de energia renovável vendido teve alta de 63,4%, para 762 GWh. Já as vendas da linha "comercialização e geração convencional" aumentaram 25,4% e somaram 4,174 mil GWh no segundo trimestre.

Investimentos

A CPFL Energia investiu R$ 498 milhões no segundo trimestre, sendo a maior parte do montante (R$ 217 milhões) na CPFL Renováveis, dentro da área de geração. A companhia também investiu R$ 211 milhões em distribuição, além de R$ 13 milhões em comercialização e serviços.

Com isso, os desembolsos feitos pela CPFL ao longo do primeiro semestre somaram R$ 1,030 bilhão, o equivalente a 44,3% do previsto para este ano, de um total de R$ 2,325 bilhões. A CPFL ainda prevê investir R$ 1,923 bilhão em 2014, R$ 1,706 bilhão em 2015, R$ 1,367 bilhão em 2016 e R$ 1,389 bilhão em 2017. Durante o primeiro semestre, a CPFL investiu R$ 444 milhões em distribuição, R$ 571 milhões em geração, sendo R$ 565 milhões na CPFL Renováveis e R$ 15 milhões em comercialização e serviços.

Tudo o que sabemos sobre:
CPFL Energia2º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.