Reuters
Reuters

Credit Suisse tem prejuízo bilionário e receita diminui no quarto trimestre de 2021

O banco suíço enfrentou desastres financeiros e problemas internos, como colapsos de empresas e renúncia do presidente do conselho de administração

Sergio Caldas*, O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2022 | 12h29

O banco Credit Suisse informou nesta quinta-feira, 10, que teve prejuízo líquido de 2 bilhões de francos suíços no quarto trimestre de 2021, múltiplas vezes maior do que a perda de 353 milhões de francos suíços registrada em igual período de 2020. Já a receita teve queda anual de 12%, indo a 4,5 bilhões de francos suíços.

A instituição financeira havia alertado que o resultado do período entre outubro e dezembro seria afetado por custos legais e outras despesas. Em todo o ano de 2021, o Credit acumulou prejuízo líquido de 1,57 bilhão de francos suíços, bem maior do que a perda de 1 bilhão de francos suíços prevista por analistas.

O banco suíço teve um ano difícil em 2021, ao enfrentar desastres financeiros, como a perda de US$ 5,5 bilhões em razão do colapso da Archegos Capital Management. Além disso, a instituição suíça teve que lidar com as consequências do colapso da Greensil, empresa de financiamento de suprimentos do Reino Unido.

Mais recentemente, o Credit Suisse teve ainda a renúncia de António Horta-Osório ao cargo de presidente do conselho de administração, que foi alvo de investigação interna sobre viagens pessoais e violações de regras sanitárias para conter a pandemia de covid-19. 

 *Com informações da Dow Jones Newswires

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.