Crédito amplia fatia no resultado do Bradesco

As operações de crédito ampliaram o peso no resultado do Bradesco no terceiro trimestre deste ano enquanto o setor de seguros reduziu sua participação. O crédito ampliou de 28% para 30% sua participação. A carteira de crédito expandida do banco, que inclui avais e fianças, somou R$ 412,559 bilhões de julho a setembro, aumento de 2,5% em relação ao segundo trimestre deste ano e de 11% em 12 meses.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

21 de outubro de 2013 | 10h33

O Bradesco, primeiro grande banco privado a divulgar resultados referentes ao terceiro trimestre deste ano, anunciou nesta segunda-feira, 21, lucro líquido contábil de R$ 3,064 bilhões, crescimento de 7,1% em um ano, quando o resultado foi de R$ 2,862 bilhões. Na comparação com o segundo trimestre, a instituição apurou expansão de 3,9%.

Do resultado verificado de julho a setembro, 72% corresponderam às áreas financeiras ante participação de 69% vista no trimestre imediatamente anterior. Os outros 28% corresponderam às atividades de seguros, que reduziram seu peso ante o segundo trimestre, quando ficou em 31%.

Serviços manteve participação de 28%, títulos e valores mobiliários reduziu de 7% para 6%. Já a linha de captações ampliou seu peso no resultado, passando de 6% no segundo trimestre para 8% no terceiro. De janeiro a setembro, porém, a origem dos resultados do banco permaneceu idêntica ao mesmo período do ano passado, sendo 70% vindo das áreas financeiras e 30% de seguros.

Tudo o que sabemos sobre:
Bradescobalanço3º trimestrecrédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.