Crédito consignado da Caixa avança 37,4% em 2013

A carteira de crédito consignado da Caixa Econômica Federal alcançou R$ 46,1 bilhões ao final de 2013, cifra 37,4% maior que a registrada no ano anterior. Segundo o banco, o volume de contratações foi a R$ 32,3 bilhões. A participação de mercado da Caixa no segmento de crédito consignado alcançou 20,8% em dezembro de 2013, alta de 1,6 ponto porcentual em um ano.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

26 de março de 2014 | 13h01

Já a carteira de crédito comercial da Caixa totalizou saldo de R$ 171,8 bilhões em 2013, aumento de 41,4% em 12 meses, com R$ 240,4 bilhões em contratações.

As operações com pessoas jurídicas somaram R$ 90,8 bilhões de saldo, evolução de 37,8% frente a 2012. Já o saldo da carteira comercial para pessoa física foi de R$ 80,9 bilhões, alta de 45,7% em 12 meses.

A Caixa informou ainda que a sua carteira de crédito rural, que completou um ano em setembro, contratou R$ 1,9 bilhão no ano passado, atingindo saldo próximo a R$ 2,0 bilhões. "Os recursos são destinados ao custeio agrícola e pecuário, a operações de investimentos em máquinas e equipamentos, à aquisição de animais e a projetos de infraestrutura rural", explica o banco, em nota.

A Caixa conta com uma rede com mais de mil agências autorizadas a operar o crédito rural em todas as capitais e cidades que contam com forte atuação nesse segmento.

Habitação

Dos R$ 134,9 bilhões contratados em crédito imobiliário em 2013, R$ 61,6 bilhões foram com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE), R$ 42,5 bilhões com recursos do FGTS, R$ 20,5 bilhões com recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e R$ 10,3 bilhões com recursos Fundo de Desenvolvimento Social (FDS), Orçamento Geral da União (OGU) e Letras de Crédito Imobiliária (LCI).

No Programa Minha Casa Minha Vida, a Caixa contratou R$ 49,0 bilhões, totalizando 692,9 mil unidades habitacionais. Dessas, 48,8% foram destinadas aos beneficiários com renda de até R$ 1,6 mil em modalidades integralmente subsidiadas pelo programa (Faixa1).

Infraestrutura

De acordo com a Caixa, a carteira de crédito para infraestrutura atingiu saldo de R$ 37,1 bilhões no ano passado, aumento de 55,2% em relação ao montante de 2012. O segmento é, de acordo com o banco, o que mais cresce na instituição. As contratações foram a R$ 29,7 bilhões em 2013, crescimento de 13,0% em relação ao registrado no mesmo período de 2012.

Dos recursos liberados pela Caixa para investimentos em infraestrutura, R$ 9,8 bilhões corresponderam a financiamentos em energia, R$ 4,3 bilhões em mobilidade urbana, R$ 2,1 bilhões em logística, R$ 2,2 bilhões em construção naval, R$ 2,1 bilhões em multisetorial e R$ 3,1 bilhões em infraestrutura urbana. No mesmo período, foram destinados, segundo o banco, R$ 6,1 bilhões para saneamento, alta de 96,6% quando comparado a 2012.

Inadimplência

A Caixa informou ainda que o índice de inadimplência, considerando os atrasos acima de noventa dias, alcançou 2,3% no quarto trimestre de 2013, com recuo de 0,10 ponto porcentual na comparação com o trimestre encerrado em setembro, de 2,4%. Trata-se da primeira retração apresentada pelo banco nos calotes depois de cinco trimestres consecutivos de alta, conforme a demonstração financeira da instituição.

Porém, quando comparada a inadimplência ao final do quarto trimestre do ano passado com o mesmo período de 2012, foi vista piora de 0,22 ponto porcentual uma vez que o indicador estava em 2,08% no quarto trimestre de 2012.

A qualidade da carteira de crédito do banco reflete, conforme a instituição, seu foco em segmentos de menor risco, como o crédito habitacional, o consignado e o financiamento a infraestrutura, que representam 80% do total dos empréstimos. Ao final de 2013, 92,7% da carteira de crédito da Caixa se concentrava nos ratings de maior qualidade (de AA a C).

"Em 2013, comprovamos a sustentabilidade do plano de negócio e a qualidade da carteira de crédito da Caixa, e continuamos a estimular a melhoria das condições de vida dos brasileiros e o desenvolvimento do País", destaca o presidente do banco, Jorge Hereda.

A base de clientes da Caixa totalizou 71,7 milhões pessoas no ano passado, aumento de 9,9% em relação a 2012. No ano passado, conforme o banco, foram conquistados mais 6,4 milhões de correntistas e poupadores.

A Caixa abriu em 2013 sua agência de número 4.000, alcançando uma rede com mais de 67,5 mil pontos de atendimento, nos quais foram realizadas cerca de 6,5 bilhões de transações bancárias.

Tudo o que sabemos sobre:
Caixacrédito2013

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.